Artigos

Como melhorar a assertividade empresarial: Entenda os 4 princípios que regem a vida e sua relação com o sucesso

como melhorar a assertividade empresarial

Nós, seres humanos, temos tendência a buscar por princípios que orientem nossas ações. Pode parecer pretensioso, mas é próprio da nossa condição. Eles podem mostrar como melhorar a assertividade empresarial. Além disso, necessitamos deles para:

  • Entender (ou inventar) a lógica do mundo
  • Agir de uma forma que nos pareça racional
  • Ficar bem com nós mesmos

Como essa tendência nos ajuda a melhorar nossa assertividade empresarial?

(Calma! Nós já vamos explicar o porquê você está lendo isso…)

Ter os princípios sempre em mente potencializa nosso alcance ao sucesso. No mundo empresarial, compreendê-los vai:

  • Ajudar a avaliar riscos;
  • Melhor se adaptar às mudanças;
  • Fazer frente à concorrência;
  • Potencializar o planejamento assertivo do caminho a ser trilhado para alcançar metas;

O mesmo vale para o mundo privado, mesmo porque, de acordo com o 3º princípio, tudo está interligado.

Os meus 4 princípios

Por mais que desejamos conquistar autonomia, devemos ter em mente que somos seres que pertencem a um mundo, com seus princípios, também considerados leis. Pensar ou acreditar nestes princípios nos ajuda ter uma noção de nossos limites e do campo de possibilidades disponível para nós criarmos e inovarmos, fazendo o mundo ser melhor. A realização de um sonho pode se tornar mais viável quando compreendemos esses princípios.

Então, vamos filosofar um pouco?

Primeiramente, vamos relembrar algo importante:

 

O que é o princípio?

É o começo de tudo: eterno e imutável, sem o qual não existiria mundo. “É o alicerce da casa”. Uma espécie de chão que precisamos ter para ganhar sustentação.

 

(É ISTO!)

Em termos práticos, tanto na vida profissional como na vida privada, entender os princípios ajuda-nos a avaliar riscos antes de escolhermos um caminho; facilita a adaptação à mudanças; reduz as frustrações; ganhamos tempo e mais chances de chegar onde queremos. Vamos a eles:

1º) Princípio da Incerteza

Afirma que tudo muda.

Tudo flui. Nada é para sempre. Tudo tem um fim. Nada é perene. Nós, seres humanos, somos exemplos vivos da efemeridade. Ontem fui criança, hoje adolescente, amanhã um velhinho que morre.

Dica: aproveitar a vida enquanto durar

2º) Princípio da Diferença

Afirma que tudo tem o seu oposto.

“Toda moeda tem dois lados”, o que leva à multiplicidade. O frio existe porque há o quente. O mesmo aplicamos para o inverno e o verão. O bom e o mau.  O doce e o salgado. O prazer e a dor. A vida e a morte.

Dica: aceitar ou tolerar a oposição

3º) Princípio da Coerência

Afirma que tudo está interligado.

Uma coisa depende da outra. Todo efeito tem uma causa ou mais causas. Uma alteração na política de um país pode afetar a sua economia, que, por sua vez, pode afetar a economia mundial.

Dica: assumir as consequências de nossas omissões e nossos atos

4º) Princípio da Relatividade

Diz que tudo é relativo a um contexto (inclusive estes princípios).

Qualquer coisa é válido e verdadeiro dentro de um contexto devidamente delimitado. Por exemplo, a cultura oriental tem “verdades” que não se aplicam à cultura ocidental.

Dica: aceitar que não há verdades absolutas

Então, já havia pensado nestes princípios? Concorda com algum deles? A filosofia faz bem para a vida, por mais que pareça só teoria. Convido a ler o post Uma reflexão sobre o tempo, quem sabe você se anima a fazer também a sua lista de princípios, para ganhar tempo.

E se quiser saber mais sobre hábitos de como melhorar a assertividade empresarial, leia o guia com 10 características do empreendedor que preparamos especialmente para os leitores desse texto.

 

Um abraço e até mais!

Marcos Kayser

CEO da Scopi


O Scopi é o software número 1 do planejamento estratégico no Brasil. Ele descomplica a criação e agiliza a execução do seu planejamento estratégico. Integra num só lugar canvas, swot, mapa estratégico, indicadores, metas, projetos e processos. Não deixe de conhecer. Acesse nosso site.

Compartilhe:

Você também pode se interessar
10 motivos para usar o Scopi
planejamento estratégico na prática
Planejamento Estratégico na Prática: O que os contos de fadas nos ensinam sobre planejar estrategicamente?