Artigos

Saiba o que é gestão descomplicada de negócios

A gestão de negócios exige um conhecimento interdisciplinar capaz de fazer dialogar as diversas atribuições de uma empresa. Saber quais são os pontos a serem melhorados e outros que necessitam de revisão faz parte de um processo de gestão eficiente, que deve estar ativo para garantir o sucesso de qualquer marca no mercado.

Alguns aspectos do campo da administração geral precisam estar presentes ao se pensar como um negócio vai adiante: comportamento dos colaboradores, desenvolvimento de habilidades, gargalos produtivos e até mesmo a projeção de uma imagem de negócio frente ao público e aos concorrentes.

Não precisamos nem dizer que estar atento às perspectivas futuras e perceber quais opções o mercado tem deixado em aberto para quem deseja suprir novas necessidades dos clientes, ou mesmo trazer inovações que garantam outras fatias da clientela são insights fundamentais, não é?  

Para tanto, o gestor deve investir seus recursos – inclusive seu tempo – em alguns pontos estratégicos. Quer saber quais são eles e como utilizá-los para fazer uma gestão descomplicada de negócios? É só ler abaixo!

Planejamento estratégico

Não importa a área de atuação do gestor, o planejamento estratégico deve ser feito com precisão. O que significa planejamento estratégico? Ora, nada mais é do que traçar estratégias para alcançar as metas da empresa a partir de informações e dados concretos relativos a clientes, fornecedores, colaboradores e a capacidade atual de produção, venda e potencial de crescimento.

Por que saber como gerir esses dados? Porque eles podem garantir a competitividade da marca quando o modelo de gestão escolhido está inserido em um programa permanente de melhoria e busca por excelência no setor.

Finanças empresariais e concorrência

Os planos orçamentários também fazem parte do planejamento estratégico e precisam ser feitos de forma semestral ou anual para garantir que o fluxo de caixa tenha saldo positivo. Manter-se no mercado de forma inovadora dependerá de recursos financeiros e poder fazer investimentos de longo prazo também exigirá uma gestão que não esteja apenas preocupada com questões pontuais.

Olhar para o horizonte exigirá, por exemplo, o monitoramento sistemático da concorrência, na tentativa de estimular os colaboradores a desenvolverem, com seus gestores, novas práticas e métodos de melhoria nos produtos e serviços.

Gestão descomplicada de negócios

O século XXI exige que as empresas estejam seguras de sua responsabilidade social e ambiental, ouvindo clientes em suas demandas, resguardando o meio ambiente e buscando soluções que levem em conta os novos desafios do milênio. Uma gestão descomplicada de negócios atua nesse sentido para que recursos humanos e tecnológicos estejam juntos na promoção de um nicho de mercado duradouro e coerente.

Para isso é que o gestor precisa ter seus olhos bem abertos à chegada de novos fatores que podem trazer uma guinada positiva ao negócio, como o advento das novas tecnologias. Elas funcionam como um novo estímulo para dinamizar o negócio e promovê-lo em outras plataformas, caso a gestão da empresa permita essa abertura.

Muitas vezes o medo de modificar um negócio em partes ou por completo impede que mudanças saudáveis aconteçam e permitam que uma gestão descomplicada de negócios seja implantada. Não vale a pena perder a chance de que uma marca seja vista por seus clientes como pioneira no desenvolvimento de novas soluções.

Esse post ajudou você a entender como funciona uma gestão descomplicada de negócios?


*Este post foi pensado e desenvolvido pela empresa de soluções em tecnologia Compila. Deixe nos comentários a sua opinião e compartilhe suas dúvidas com a gente!

Compartilhe:

Autor Convidado
Autor Convidado
Você tem um blog/site sobre Planejamento Estratégico e quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
Planejamento Estratégico não é Evento… é Processo!
mulher com notebook na mesa - planejar uma apresentação
3 passos para planejar uma apresentação de impacto