Artigos

Passo a passo para uma gestão financeira de sucesso

Parte essencial da função de um gestor é garantir uma boa administração dos recursos financeiros da empresa. Afinal, são estes recursos que vão permitir que o seu negócio não só mantenha as portas abertas, mas também possua o fôlego necessário para crescer e se projetar no mercado.

Não importa o quão pequena ou grande seja a sua empresa: sem uma boa estratégia de gestão financeira ela dificilmente se manterá no jogo pelos próximos 2 a 5 anos. E você não quer que isso aconteça, ou quer?

Mudando o jogo : gestão financeira como base para um planejamento estratégico efetivo

Elenco filme Moneyball

Você já assistiu o filme “Moneyball: o homem que mudou o jogo” ?

Se você ainda não viu, precisa ver. Sério.

Embora tenha sido lançado em 2011, a trama de Moneyball é um verdadeiro clássico da administração financeira!

Baseado no livro homônimo do escritor Michael Lewis, o filme se apresenta como um verdadeiro estudo de caso a partir da história real de Billy Beane, gerente geral de uma equipe americana de baseball.

Mas o que um filme de esportes teria a acrescentar sobre a gestão financeira da sua empresa?

Para começar, Billy Beane é um modelo de gestor que, trabalhando em um time pequeno e com baixo orçamento, soube encontrar as melhores oportunidades de investimento em contratações para a sua equipe.

Moneyball mostra os frutos que uma boa gestão financeira aliada à um planejamento estratégico de qualidade podem gerar.

Da mesma forma, o filme retrata como a atenção aos pequenos detalhes da rotina de funcionamento de uma empresa podem ser de grande impacto na hora de mudar o jogo e dar aquela guinada nos negócios.

Por fim, Billy Beane é um modelo de um administrador com uma visão de mercado – algo que é essencial para que qualquer negócio decole – e com um bom sistema de gestão.

E, convenhamos, saber conciliar diversos planos da administração, tais como controle financeiro, planejamento estratégico, realização de investimentos responsáveis e análise de mercado, é justamente o tipo de knowhow que fará toda a diferença para o sucesso da sua empresa.

Quais os elementos fundamentais para uma boa gestão financeira?

Existem algumas características comuns à qualquer modelo de gestão financeira responsável. Entre eles estão:

  • ter o controle de suas principais entradas de capital;
  • conhecer não só os principais concorrentes no seu setor, mas também a sua sazonalidade;
  • controlar os investimentos realizados, através de acompanhamento contínuo;
  • possuir metas de crescimento;
  • conhecer os principais custos da sua operação, identificando áreas passíveis de cortes ou reformulações em prol do equilíbrio financeiro da empresa.

Com alguns poucos passos é possível estabelecer esse modelo de gestão financeira de sucesso na sua empresa. A seguir você confere o nosso guia:

Passo a passo para uma gestão financeira mais efetiva:

  1. Mapeamento de custos

Quais os custos envolvidos na manutenção da sua operação?

Na hora de colocar na ponta do lápis, vale dividir os custos em dois tipos distintos: os custos fixos e os custos variáveis. Na primeira categoria entram todas as despesas que são constantes no seu orçamento, como custos prediais com aluguel, luz, água, telefone, internet e, é claro, com a sua folha de pagamentos.

Já os custos variáveis são aqueles que são inconstantes, como a aquisição de novos itens para estoque e os investimentos em marketing. Os valores dessa categoria variam principalmente em função dos resultados do mês anterior e do seu planejamento estratégico.

A partir do mapeamento de custos a sua gestão terá maior clareza sobre onde e como estão sendo investidos os recursos da empresa.

Dessa forma, é possível identificar os gastos supérfluos – investimentos com pouco ou nenhum retorno – e redirecionar o orçamento da empresa, garantindo que ela esteja sempre no azul.

  1. Elaboração de um calendário financeiro da empresa

Um calendário financeiro é a melhor forma de identificar visualmente quais as principais épocas de entrada e de saída de recursos da sua empresa. Dessa forma, a sua gestão pode realizar um planejamento mensal que contemple essas épocas, organizando os pagamentos.

Identificar a sazonalidade das suas vendas é outra excelente razão para elaborar um calendário financeiro. Ter clareza das principais épocas de vendas permite que a sua empresa organize a reposição de estoques tendo em vista esses períodos. Ainda, que sejam feitos investimentos em marketing de forma a impulsionar as vendas naqueles períodos de baixa em vendas…

  1. Escolha de um sistema padronizado de gestão financeira

Para garantir um bom acompanhamento e controle das finanças da sua empresa, opte por uma padronização dos seus sistemas de controle.

Para te ajudar, existem diversas formas de manter um registro e acompanhamento das movimentações financeiras do seu negócio. As opções vão desde planilhas-modelo, que podem ser facilmente encontradas online, até sistemas mais complexos de gestão integrada, como é o caso dos ERPs.

  1. Estabelecimento de metas e check points

Integrar a sua gestão financeira com um planejamento estratégico de crescimento é uma excelente forma de garantir que a sua empresa contará com os recursos necessários para crescer.

Para conferir maior eficiência ao seu planejamento, vale trabalhar com check points: momentos de análise e reformulação dos planos, distribuídos ao longo do período coberto pelo seu planejamento (anual, semestral, etc.)

Outra excelente forma de garantir um bom controle e acompanhamento do desenrolar do planejamento estratégico-financeiro da sua empresa é optar por um sistema informatizado de suporte ao planejamento estratégico.

  1. Análise dos resultados financeiros da empresa

Por fim, lembre-se que separar, no calendário de eventos da sua empresa, uma data para realizar o balanço dos resultados financeiros é um passo necessário para dar continuidade ao crescimento dos negócios.

O momento de análise de resultados da empresa é a hora certa para decidir quais os investimentos, procedimentos e iniciativas se mostraram lucrativos e merecem ser continuados. Da mesma forma, é a hora de encerrar ou repensar aqueles que obtiveram resultados abaixo do esperado.

Este texto foi escrito pelo nosso convidado Gestão Click 😉

Compartilhe:

Autor Convidado
Autor Convidado
Você tem um blog/site sobre Planejamento Estratégico e quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
Modelo de BSC: 6 etapas para colocar em prática
Roteiro Para Reunião de Avaliação do Planejamento com o Scopi