Artigos Infográficos Intermediário

Glossário do Planejamento Estratégico

Botar em prática um planejamento estratégico não é tarefa fácil. Ainda mais quando não podemos contar com um software para facilitar esse processo. É necessário conhecer bem tudo que envolve e, principalmente, os termos de um planejamento. Por isso criamos esse glossário do planejamento estratégico, para ajudar a sua organização nesse processo tão importante.

Glossário do Planejamento Estratégico

Ação

Tarefa ou atividade empreendida, visando concretizar um Projeto ou um Processo.

Ação Mestre

Ação principal ao qual uma ou mais ações (subações) pode estar vinculadas.

Ação Predecessora

Também chamada de Ação Mãe, deve terminar (previsão de fim) antes que outra (sucessora) possa iniciar (previsão de início).

Análise SWOT

Técnica de gestão usada para analisar cenários (ambientes organizacionais). O termo SWOT significa Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats). As forças e fraquezas relacionam-se ao ambiente interno, enquanto que as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos. O ambiente interno pode ser controlado, já o ambiente externo está totalmente fora do controle da organização, o que não impede de ser conhecido e monitorado.

  • Forças: Também conhecido como Pontos Fortes, são características positivas, que destacam a instituição e favorecem no cumprimento do seu propósito. Exemplos: Marca conhecida; Rede de distribuição com cobertura nacional; – Rapidez no atendimento; – Pessoal capacitado.
  • Fraquezas: Também conhecido como Pontos Fracos, são características negativas da instituição, que a prejudicam no cumprimento do seu propósito. Exemplo: Deficiência do pessoal; – Falta de organização interna; – Falta de uma ferramenta de informática que auxilie na gestão.
  • Oportunidades: São características que podem ser potencializadas e indicam perspectivas que para a instituição crescer dentro de seu mercado (comunidade). Exemplo: Comércio eletrônico; Aumento do poder aquisitivo; – Tendência de queda dos juros; – Deficiências do produto da concorrência.
  • Ameaças: São características que podem ser combatidas e colocam em risco a sobrevivência e o crescimento da instituição. Exemplo: – Concorrente com preço imbatível; – Nova tributação criada pelo governo; – Endividamento da população; – Falta de cultura para adquirir o produto.

Canvas

É uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite criar o esboço de um negócio, representado visualmente através de um mapa pré-formatado, com os seguintes itens:

  • Segmento de clientes: Quem são os seus públicos alvo?
  • Proposta de valor: Quais são os resultados e benefícios que o seu produto gera?
  • Canais de distribuição: Como o seu público alvo adquire o seu produto?
  • Relacionamento com o cliente Quais os canais de relacionamento com o seu público alvo?
  • Fontes de receita: omo o público alvo paga para ter acesso ao seu produto?
  • Atividades chaves: Quais são as principais atividades para conseguir entregar a proposta de valor?
  • Recursos chaves: Quais os recursos que a empresa tem que as garantem a entrega da proposta de valor?
  • Parcerias estratégicas: Há alguma parceria que pode ser estratégica para o seu negócio?
  • Estrutura de Custos: Quais os principais custos para produzir e entregar seu produto?

Coordenador

O mesmo que gerente de projeto. Aquele que lidera a equipe do projeto ou é coordenador de um indicador (meta).

Desempenho

Resultados definidos numericamente, que permitem a avaliação comparativa com as metas estabelecidas.

Diretrizes Estratégicas

Conjunto de indicações, de caráter amplo, que direcionam o comportamento da organização como um todo e orientam o processo de decisões, visando ao alcance dos objetivos estratégicos.

Equipe

Grupo de pessoas responsáveis pela execução das ações do Projeto ou Processo.

Estratégias

Formas ou caminhos adotados pela organização, para atingir os seus objetivos estratégicos e cumprir sua missão.

Fatores Críticos de Sucesso

São pontos-chave que, quando bem executados, definem e garantem o desenvolvimento e o crescimento de uma instituição.

FCA

É a definição do Fato-Causa-Ação gerada para corrigir um resultado fora da meta.

Gantt

Gráfico usado para demonstrar o período de execução das ações que fazem parte das fases de um projeto ou processo.

Indicador

Como podemos medir os resultados? Através de um dado numérico que indica se uma meta (exemplo: Faturamento) está ou não sendo atingida e se um objetivo estratégico (exemplo: Aumentar o faturamento) está sendo alcançado. Os indicadores possuem uma hierarquia dentro de um sistema de gestão e estão dispostos em três níveis:

  • Estratégico: Relacionados aos objetivos do Mapa Estratégico, de responsabilidade dos sócios.
  • Tático: Relacionados aos planos de ação (Projetos), de responsabilidade de gerentes e diretores.
  • Operacional: Relacionados à operação em si, de responsabilidade dos funcionários e supervisores.

Linha base

Planejamento de ações e prazos que serão executados durante o projeto. A gravação da linha de base possibilita comparar cronogramas que foram alterados, em função de atrasos.

Mapa estratégico

Conjunto de objetivos subdivididos em temas e distribuídos em perspectivas (dimensões), que podem seguir o BSC (Balanced Scorecard).

  • Perspectiva financeira: Para ter sucesso financeiramente, como devemos aparecer para nossos investidores?
  • Perspectiva do cliente: Para alcançar nossa visão, como devemos ser vistos pelos nossos clientes?
  • Perspectivas dos processos internos: Para satisfazer os clientes, em quais processos devemos sobressair?
  • Perspectiva do aprendizado e crescimento: Para sustentar nossa visão, como sustentar a habilidade de mudar e progredir?

Meta

Nível de desempenho pretendido ou taxa de melhoria. No Scopi a meta pode estar relacionada a Média das categorias preenchidas, Total proporcional (soma das categorias preenchidas), Total absoluto (soma de todas as categorias) e Última categoria preenchida.

Missão

Por que existimos? O motivo da existência de uma organização.

Objetivo

Quais resultados desejamos? Resultado que se quer chegar, correspondente a um desafio que se pretende vencer, visando um alvo principal, um sonho, uma visão de futuro. O Objetivo se desdobra em Projetos.

Patrocinador (Sponsor)

Pessoa que viabiliza os recursos financeiros para a realização do projeto.

PESTAL

Ferramenta de diagnóstico que se baseia na análise de fatores externos à empresa que a podem influenciar, direta ou indiretamente na sua sobrevivência e no seu desenvolvimento. O PESTAL é composto por 5 fatores.

5 Fatores:

  • Políticos: ligados à interferência de governos nas atividades da empresa, incluindo áreas como a polícia fiscal, direito do trabalho, comercial e estabilidade política. Os fatores políticos podem também incluir bens e serviços que o governo pretenda fornecer ou receber, assim como aqueles que o governo não pretende receber. A abrangência não se restringe à cidade sede da empresa, mas todo o país e também outros países.
  • Econômicos: incluem o crescimento econômico, taxas de juros, taxas de câmbio e inflação. Eles têm fortes impactos na forma como as empresas operam e tomam decisões. À semelhança dos fatores políticos, também os fatores econômicos devem ser vistos de uma maneira mais abrangente. Não se pode olhar apenas para a economia nacional, sendo necessária uma avaliação global do panorama, já que estas vão influenciar a economia local.
  • Sociais: levam em consideração modelos de comportamento, gostos, estilos de vida e tendências. Fatores sociais determinam o perfil do consumidor, como também o perfil do funcionário de uma empresa. Por exemplo, o padrão de comunicação de uma empresa que trabalha com uma equipe mais jovem é distinto daquela que trabalha com uma equipe mais experiente e as empresas podem alterar várias estratégias de comunicação para se adaptar ao diversos perfis.
  • Tecnológicos: tem relação às mudanças tecnológicas que impactam na atividade de qualquer empresa. Inclui as inovações, melhorias de ferramentas ou dispositivos ou ainda as formas de manufatura a que os produtos comercializados podem estar sujeitos, bem como fatores tecnológicos inerentes a todos os serviços de apoio necessário à atividade.
  • Ambientais: dizem respeito as mais recentes preocupações de carácter ambiental que também afetam o mundo dos negócios. Incluem aspetos ecológicos e ambientais como o tempo, clima e as mudanças climáticas, que podem também significar oportunidades de novos negócios.
  • Legais: Correspondem ao enquadramento legal das atividades exercidas pela empresa. Itens como proteção do consumidor, regulação da concorrência, segurança alimentar são exemplos deste fator e caso não sejam respeitados colocam em risco o funcionamento e a credibilidade da empresa.

Planejamento Estratégico

Processo gerencial que se refere à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas à empresa e sua evolução esperada.

Plano de Ação

Conjunto de ações que visam um objetivo (= Projetos ou Processos)

Projeto

Também conhecido como plano de ações, é o esforço temporário, com começo e fim bem definido, empreendido para criar um produto, serviço ou processo, visando um resultado exclusivo, ou seja, diferente de outros similares. Se a resposta for sim à maioria dessas questões, a atividade pode ser tratada como projeto:

  • Tem começo, meio e fim programados?
  • É diferente das atividades de rotina?
  • Necessita de uma solução que envolve muitos recursos diferentes?
  • O produto final tem algumas características exclusivas?
  • Merece uma atenção especial e um acompanhamento?

Processo

Sequência de ações, com inicio e fim, mas que se repetem periodicamente (exemplo: trimestral, semestral, anual) em ciclos, visando um resultado não necessariamente exclusivo. Há processos que ocorrem diariamente e, neste caso, não demandam o acompanhamento via Sistema. Já há processos que acontecem tão esporadicamente e com resultados distintos, que podem ser considerados projetos e controlados como tal.

Premissas

Fatores que devem ser considerados primordiais para fins do sucesso do planejamento do projeto. Em geral, as premissas oferecem um grau de risco caso não sejam atendidas e influenciam todos os aspectos do planejamento de um projeto. Normalmente é externa ao projeto. Ex: leis, mercado, economia, preços.

Referencial Comparativo

Número (valor) utilizado como padrão de comparação para o indicador.

Restrições

Fatores que limitam e afetam diretamente o desempenho do projeto e a maneira com que uma atividade será executada. As restrições podem determinar, por exemplo, as ferramentas e formas de se executar uma tarefa. Normalmente é interna ao projeto (prazo, recurso, tempo).

Riscos

Entraves e dificuldades para concretização do Projeto. No Scopi é possível cadastrar a contramedida, ação a ser realizada para reduzir ou eliminar o risco.

Subação

Tarefa ou atividade vinculada a uma ação mestre, com objetivo de subdividir para melhor organizar as suas etapas de execução. As datas de previsão de uma subação devem estar dentro do intervalo de datas da ação mestre.

Valores

Conjunto de características de uma determinada pessoa ou organização.

Visão

Para onde vamos? Onde a organização almeja chegar.


O Scopi é o software número 1 do planejamento estratégico no Brasil. Ele descomplica a criação e agiliza a execução do seu planejamento estratégico. Integra num só lugar canvas, swot, mapa estratégico, indicadores, metas, projetos e processos. Não deixe de conhecer. Acesse nosso site.

Compartilhe:

Redação Scopi
Redação Scopi
O Scopi está comprometido em fortalecer a cultura do Planejamento Estratégico em todo o Brasil. Quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
3 Motivos que impedem o empresário brasileiro de planejar
reflexão sobre o tempo
Uma reflexão sobre o tempo