Artigos

Sem liderança estratégica e sem engajamento: A culpa é do gestor!

homem com a cabeça baixa na mesa com o notebook na frente - liderança estratégica

A maior causa para o insucesso de um planejamento estratégico é a falta de engajamento do time e você ficaria realmente impressionado com as estatísticas que nós temos sobre isso. É o sintoma típico da falta de liderança estratégica. As principais justificativas para abrir mão do Planejamento Estratégico são:

Falta de tempo x Falta de engajamento do time

O pior é que a maioria dos empresários acredita que tem um time problemático quando, na verdade, é tudo culpa dele mesmo!

Gestor é alguém que faz acontecer

Manter uma liderança estratégica é peça chave em qualquer organização, independentemente do segmento e do tamanho. Haverá sempre um líder por trás ou na base de uma grande realização.

Da mesma forma, por trás de todo fracasso há um líder medíocre. A falta de engajamento com o Planejamento Estratégico é um reflexo disso: um dos maiores efeitos colaterais da ausência de liderança estratégica.  

O líder de hoje

No passado, os líderes – chefes – eram autoritários. Era típico deles não compartilhar suas conclusões, não promover trocas de ideia e, praticamente, não abriam espaços para seus subordinados opinarem e criarem. Esta ideia ficou para trás!

Nós ouvimos um “Amém” por isso?

O líder da atualidade compartilha seus desejos e objetivos com a equipe, que é estimulada a desenvolver um processo de construção conjunta e contínua. Por consequência, o engajamento com qualquer proposta que traga melhores resultados da empresa é uma constante.

Qual é o papel do líder no Planejamento Estratégico?

Na construção do Planejamento Estratégico, o engajamento ou falta dele será de responsabilidade de quem o acompanha sua execução. Nesta circunstância, a entrega do líder é fundamental! Por sua vez, a importância da liderança estratégica fica explícita neste contexto.

Um bom software de planejamento estratégico e uma equipe com potencial de engajamento são importantes, mas nada substitui a atuação do gestor: desde a análise de cenários até o processo de controle das metas e dos projetos.

Se o líder não assumir o seu verdadeiro papel e estabelecer uma liderança estratégica na companhia, ele perde seu caráter resolutivo e passa a ser o próprio problema. O próximo passo é a morte do planejamento estratégico. O maior responsável disso será o líder… Ou melhor, a ausência de quem deveria ser o líder!

O que um líder deve fazer perante o Planejamento Estratégico?

Há uma série de atribuições que você pode aplicar durante a execução das ações estratégicas. Elas são medidas simples que garantem uma boa experiência de sua equipe que culmina em engajamento com o Planejamento Estratégico. Observe que um bom líder faz o seguinte:

  • Pensa:

Líder que é líder não para de pensar. Pensa sobre o que quer, sobre seus potenciais e os potenciais de sua equipe, sobre o que está acontecendo e sobre o que está por vir.

  • Planeja:

Para alcançar aquilo que deseja, antes de sair fazendo, o líder planeja, porque sabe que sem planejamento as chances de sucesso se reduzem e o retrabalho aumenta.

  • Coordena:

Principalmente em organizações menores o próprio líder assume a coordenação do planejamento estratégico e da grande maioria dos projetos, realizando ele próprio algumas ações e delegando outras.

  • Acompanha:

O sucesso do planejamento depende do monitoramento constante das metas e dos prazos das ações. Também para poder proceder com os ajustes sempre que necessários. O bom líder, com a visão do todo, faz isso muito bem!

  • Orienta:

O bom líder não simplesmente reprime quando uma ação não é realizada no prazo ou é realizada sem a qualidade pretendida. Ao em vez disso, ele apresenta alternativas e orienta sobre o melhor caminho.

  • Incentiva:

A equipe precisa ser constantemente motivada, principalmente, para vencer as contingências e os obstáculos que se apresentam. Não subestime a força que uma palavra de confiança e um elogio têm sobre a sua equipe.

  • Dá o exemplo:

Talvez a atribuição mais importante! É difícil a equipe seguir um líder que manda, mas não faz. Diz que é preciso planejar, mas não planeja, diz que é preciso medir, mas não avalia.

Não esqueça!

Outro detalhe muito importante: o líder não faz gestão por obrigação, mas por satisfação. O prazer de liderar contamina positivamente a sua equipe! Seja admirado e faça com que todos queiram segui-lo por saber cativar as pessoas.

Quer saber mais sobre Planejamento e Gestão Estratégica? Leia nosso e-book com 20 Boas Práticas de Gestão e saiba mais sobre como um bom líder faz a diferença para o sucesso do Planejamento Estratégico.    

Um abraço,

Marcos Kayser

CEO de Scopi


O Scopi é o software número 1 do planejamento estratégico no Brasil. Ele descomplica a criação e agiliza a execução do seu planejamento estratégico. Integra num só lugar canvas, swot, mapa estratégico, indicadores, metas, projetos e processos. Não deixe de conhecer. Acesse nosso site.

Compartilhe:

Redação Scopi
Redação Scopi
O Scopi está comprometido em fortalecer a cultura do Planejamento Estratégico em todo o Brasil. Quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
Planejamento Estratégico não é Evento… é Processo!
como fazer planejamento
Como fazer planejamento: 7 livros para saber mais sobre planejamento e gestão estratégica