Artigos Introdutório

O mito do “Planejamento Estratégico é só para Grandes Empresas”

Planejar estrategicamente tem basicamente a mesma função de um GPS: você precisa saber para onde quer ir, projetando seu destino, para então calcular a melhor rota para alcançar o seu objetivo final. Ah! E se no caminho alguma modificação acontecer, será necessário repensar o seu percurso para alcançar suas metas e chegar onde você deseja.

Dessa forma, podemos entender que qualquer pessoa ou organização (independente do tamanho) que esteja mirando em algum objetivo a ser atingido deve planejar estrategicamente, certo? Então, por que ainda existe o mito de que “o planejamento estratégico é só para grandes empresas”?

Não caia nesse pensamento

Algumas pequenas e médias organizações ainda pensam que não é necessário planejar, que é uma perda de tempo”. No entanto, todo e qualquer tipo de empreendimento precisa determinar seus objetivos, como alcançá-los e se de fato conseguiu chegar até eles no tempo previsto.  Pense conosco: se você quer que a sua micro ou pequena empresa cresça e se estabilize no mercado, você precisa criar, acompanhar e bater algumas metas, certo? Contudo, as metas são apenas a cereja do bolo. Antes, você precisa definir a sua missão, os valores e quais visões de futuro orientam a empresa. Pensar nesses itens é de extrema importância, já que eles irão pautar as ações da empresa e dar um norte claro para o trabalho de todos.

Por que algumas empresas ainda resistem ao planejamento estratégico?

Infelizmente, é uma realidade que algumas empresas não pensam em planejar. E é justamente isso que acaba bloqueando o potencial de crescimento e expansão dos negócios. Em meio às mudanças de mercado (que afetam dos maiores aos menores), uma empresa sem nenhum planejamento pode facilmente perder o seu caminho.

Por outro lado, com um planejamento bem definido você consegue dar um basta às suas principais dores: você consegue ver quando seus funcionários estão sobrecarregados (será que está na hora de aumentar o time?), tem mais facilidade para delegar tarefas (em médias e pequenas empresas, os coordenadores acabam centralizando inúmeras tarefas diferentes) e, de quebra, livra-se do medo de arriscar e crescer (com um planejamento estratégico, até o seu nível de crescimento pode ser calculado, previsto e acompanhado).

E, antes de contarmos quais são as principais vantagens que você terá ao desenvolver um bom planejamento estratégico, não se esqueça: grandes empresas só são grandes porque não tiveram o medo – ou a resistência – de  planejarem, medirem seus passos e acompanharem os seus resultados de perto.

O que você ganha quando planeja estrategicamente?

  • Melhoria na comunicação interna: por meio de um planejamento estratégico bem feito – e do seu acompanhamento -, todos falam a mesma língua e acabam tendo domínio sobre quais são os objetivos da empresa e quais são as manobras adotadas. Em resumo, todos ficam alinhados e sabem exatamente qual o seu papel;
  • Previsão de ameaças e melhor aproveitamento de oportunidades: com um bom planejamento, você é capaz de definir quais são as suas principais forças, oportunidades, fraquezas e ameaças – em outras palavras, você consegue fazer uma análise SWOT completa e se preparar para os movimentos constantes do mercado;
  • Planejamento de futuros investimentos: quando você identifica suas ameaças e oportunidades, você vê de forma mais clara qual o melhor lugar para centralizar os seus investimentos. Se uma chance aparecer, você e sua empresa podem se preparar para aproveitá-la da melhor forma.
  • Proteção e prevenção para as instabilidades de mercado: a dinamicidade do mercado pode, por vezes, ser prejudicial para o seu negócio. Daí, surge a necessidade de se adaptar às mudanças que aparecem pelo caminho. Com um planejamento estratégico bem traçado, você consegue mudar de maneira certeira e assertiva, pois a previsão de cenários permite que você consiga se preparar com muito mais antecedência.

O Planejamento Estratégico é para todos, inclusive para a sua empresa

Cada tipo de empresa deve levar em consideração sua rotina, tamanho e objetivos para traçar o planejamento estratégico ideal. Afinal, o que diferencia empresas grandes e pequenas é a realidade e vivência em que cada uma está imersa. E é exatamente isso que deve ser o foco do seu planejamento.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas especiais para você, empreendedor responsável por uma grande, média ou pequena empresa. Juntamos toda a nossa experiência com empresas de todos os portes para afirmar para você: do pequeno ao grande, todos saem ganhando quando têm planejamento.

Planejamento Estratégico para pequenas empresas

1 – Primeiro, não tenha medo do planejamento estratégico

Às vezes, empresários e donos de pequenos negócios pensam que, justamente pelo tamanho da empresa, um planejamento estratégico não é necessário, subestimando sua utilidade e, até mesmo, colocando o desempenho da empresa em risco. Muitos também têm dificuldade para colocar tudo em prática, pois acreditam que será muito trabalhoso.

Planejar estrategicamente está longe de ser tão complicado como muitos empreendedores acreditam. Se você ainda vai iniciar o seu planejamento estratégico, comece visando objetivos mais acessíveis e menos ambiciosos. Em resumo, dê o passo conforme a sua perna: o importante é começar e seguir acompanhando e fazendo melhorias constantes.

2 – Sem objetivos bem definidos, não há planejamento estratégico

Por que, para ter uma empresa saudável, é necessário planejar? Porque não sairemos do lugar se não tivermos um planejamento estratégico – e isso vale para quase tudo na vida, não apenas o âmbito profissional. Por outro lado, você só conseguirá desenvolver um planejamento estratégico se tiver objetivos bem definidos.

O P.E. é importante e ajuda a definir pontos como:

  • Quem somos? Qual a nossa missão? Qual a nossa visão de futuro? Quais são os valores que nos orientam?
  • Onde estamos? Qual é o cenário em que nos encontramos?
  • Onde queremos chegar?
  • Que caminhos vamos trilhar?

Responder a essas perguntas pode ajudar a desvendar por onde você deve ir e que tipos de objetivos pode realmente alcançar. Além disso, é aqui que entram as análises SWOT e Canvas para auxiliar o estabelecimento de objetivos.

3 – Mesmo que sua empresa seja pequena, é necessário manter o planejamento monitorado

Mesmo depois das reuniões de avaliação (sim, pequenas empresas também precisam encaixar essas reuniões na sua rotina), o planejamento estratégico precisa ser monitorado diariamente – o que, como você já deve saber – pode se complicar com o uso de planilhas e anotações soltas na nuvem.

4 – Não é só porque sua empresa é pequena que ela não precisa de um software de planejamento estratégico

“Minha empresa é pequena, por isso não preciso de um software específico. Planilhas devem bastar”. Aí está um pensamento comum e, devemos dizer, bastante equivocado. Por mais que sua empresa seja pequena, os dados se acumulam e ficará cada vez mais difícil fazer uma análise completa do seu histórico.

Mais ainda: leve em consideração que os cenários mercadológicos mudam muito rápido. Essa rapidez não é acompanhada pelas planilhas, que exigem muito tempo de atualização. Além disso, com um software como o Scopi, você integra dados, tem garantia de segurança e independência na hora de organizar as suas informações.

5 – Torne o pensamento estratégico uma rotina na sua empresa

Ao longo do processo de desdobramento do planejamento estratégico e conforme você vai inserindo-o à sua rotina, fica mais fácil entender o estratégico como algo a ser pensado diariamente.

Aos poucos, você vai compreendendo por que metas devem ser atualizadas diariamente – manualmente ou via API (para mais detalhes, basta acessar a seção Integrações na home do Scopi). Da mesma forma, as ações dos projetos e processos também devem ser atualizadas, com possibilidade de comentários e inserção das datas de início e fim.

Planejamento Estratégico para Médias Empresas

1 – Comece a coletar os dados da sua empresa

Geralmente, empresas médias e pequenas têm maior dificuldade em coletar dados. No entanto, ter essa amostragem é fundamental para pensar em um planejamento estratégico. Ao mesmo tempo, é necessário manter esse fluxo de informações sobre a empresa.

Apenas a partir da coleta dos indicadores – ou KPIs – que fazem sentido para sua empresa e seu tipo de negócio é que você terá um planejamento estratégico certeiro e que leve em consideração a realidade do negócio, de forma concisa e assertiva.

O Scopi pode ajudar com isso, já que nele você consegue cadastrar e medir a performance de cada indicador importante para a estabilidade e crescimento do seu negócio. Além disso, você é capaz de manter esse monitoramento de forma muito mais simples, sem precisar ficar alimentando planilhas confusas ou correndo o risco de perder seus dados.

2 – Uma vez que você já coletou seus dados, está na hora de saber os pontos fortes e fracos da empresa

Por que é tão importante manter o controle dos KPIs? Bem, porque é por meio deles que você saberá quais são os pontos fortes e fracos da sua empresa, trazendo a possibilidade de melhoria na gestão e maior assertividade comercial. Mas para alcançar essa assertividade, é necessário que você conheça a sua empresa como a palma da sua mão.

Duas metodologias que podem ajudar você nessa empreitada são a análise Canvas e a análise SWOT. Com o Business Model Canvas, você pode montar um quadro estratégico com os itens mais importantes que constituem a empresa. Esse quadro vai sintetizar os principais pontos do seu plano de negócio. Os pontos são, basicamente, divididos em 4 questões chave: como, o que, para quem e quanto.

Por sua vez, a análise SWOT – que já mencionamos aqui – será responsável por medir as forças e fraquezas do negócio (como fatores internos), assim como oportunidades e ameaças (como fatores externos). Essa metodologia ajuda – e muito! – na hora de solidificar o seu planejamento estratégico, além de auxiliar os empreendedores a tomar decisões de forma mais consciente.

3 – Não subestime o poder da comunicação

Só porque você não faz parte de uma grande empresa, não quer dizer que a sua equipe está imune aos ruídos de comunicação, retrabalho e desentendimentos. Claro que um time menor é mais fácil de administrar, mas não quer dizer que você pode subestimar o poder da boa comunicação interna.

E por que a comunicação é tão importante? Ora, podemos dizer que ela ajuda na hora de colocar o planejamento estratégico em prática. Quanto mais organizado for o planejamento e mais fluida for a comunicação, mais fácil será de colocar os planos em ação.

4 – Integre as reuniões de avaliação na rotina da equipe

Entenda que, para que o seu planejamento estratégico funcione, a reunião de avaliação precisa ocorrer sistematicamente. Nela, as métricas e o andamento dos prazos deverão ser analisados com cuidado, levando em consideração o cenário real da empresa. Claro que, eventualmente, alguns prazos e metas não serão cumpridos. No entanto, não se desespere! Reprograme prazos e aja para minimizar imprevistos.  

5 – Engajar a equipe também faz parte do planejamento estratégico

Se você quer manter o nível do seu planejamento estratégico e do desempenho dos seus negócios, não esqueça de manter a sua equipe engajada. Afinal, ela é a chave para que tudo tenha dado certo até então.

Existem inúmeras maneiras de manter a sua equipe motivada e fazer com que ela se sinta valorizada. Fornecer feedbacks por meio de dados de desempenho confiáveis, táticas de gamificação e os Programas de Participação nos Resultados e Lucro (PPR E PLR) são algumas dessas maneiras.

Com o PPR, por exemplo, você premia os colaboradores pelo atingimento de metas pré-estabelecidas e, portanto, diz respeito às metas e objetivos concretos. Isso quer dizer que se a empresa tiver prejuízo, mas as metas forem atingidas, os colaboradores receberão a remuneração definida pelo programa.

No entanto, se a meta principal for o lucro, temos o PLR. Nesse caso, além de atingir os resultados, a empresa precisa ter lucrado. A distribuição do valor entre os colaboradores deve ser feita com este mesmo lucro.

Planejamento Estratégico para Grandes Empresas

1 – Saiba ouvir o seu time

Sabemos que, em grandes organizações, é difícil – ou quase impossível – ouvir a opinião de todos. No entanto, evite traçar um planejamento estratégico baseado apenas na concepção do núcleo de executivos da empresa.

Gerentes e gestores de cada equipe são sua via de comunicação com os demais funcionários e podem fornecer dados e passar uma análise mais realista.

2 – Só porque você gere uma grande empresa, não quer dizer que o sucesso está garantido

Ok, a sua empresa é grande e já conquistou uma boa relevância no mercado, é estável e tem bastante credibilidade. Bem, infelizmente isso não quer dizer que ela está acima das mudanças mercadológicas ou que é à prova de erros.

Dessa forma, buscar constantes inovações nos processos, atualizar as metodologias e repensar o planejamento estratégico periodicamente podem contribuir para que a empresa se mantenha saudável por mais muitos anos, adaptando-se de maneira assertiva às mudanças que, sabemos, mais cedo ou mais tarde acabam acontecendo.

3 – Seja capaz de descentralizar as metas

Sim, ter o controle de todo o processo de planejamento estratégico dá uma sensação de que tudo está saindo nos conformes. No entanto, em grandes empresas é praticamente impossível centralizar todas as demandas. Além disso, cada setor tem metas e objetivos diferentes a serem alcançados. O melhor a fazer é descentralizar as ações do planejamento estratégico e deixar como responsável o gestor de cada equipe.

4 – Crie sinergias

É necessário criar sinergias – ou esforços simultâneos – por meio da integração das atividades. Isso se dá, principalmente, caso a empresa tenha muitas unidades segregadas e independentes – o que geralmente ocorre numa grande companhia. Pode haver um pouco de dificuldade em fazer todos trabalharem com um mesmo objetivo em mente, já que pessoas diversas têm concepções diversas, mas encare essa diferença como algo positivo.

5 – Transforme o planejamento estratégico numa rotina

Fazer com que a estratégia e o atingimento de metas se tornem tarefas comuns para todas as equipes requer que a empresa se compreenda como uma unidade, entendendo os diferentes setores como partes diferentes da mesma engrenagem.

E claro, também requer uma boa dose de organização e integração. Para facilitar esse processo de alinhamento, o mais indicado é investir em plataformas de acompanhamento que simplifiquem o acesso e o monitoramento das atividades, como o Scopi. Assim, o gestor saberá como as equipes estão caminhando em direção ao mesmo objetivo.

Dica bônus: para empresas de todos os tamanhos

Quem começa um planejamento e não vê a hora de chegar ao fim, precisará rever o seu conceito de planejamento estratégico. Na verdade, o planejamento estratégico não tem fim. É claro que não queremos dizer que você deve surgir com um novo planejamento estratégico por semana. Antes, queremos dizer que o seu negócio muda e o mercado também. Para cada novo ciclo, deve haver um novo planejamento estratégico. Por exemplo, há um período de dois ou mais anos para o qual são definidas metas, porém, assim que este período encerra, um novo inicia.

Quem consegue criar o hábito de planejar com qualidade e estiver munido com as ferramentas ideais, não terá problemas com essa renovação. Afinal, espíritos empreendedores acompanham e se adaptam às mudanças, independente do tamanho de seus negócios. Se você atingir seus objetivos com o Planejamento Estratégico, a revisão das suas metas, ações, projetos e processos será uma consequência natural da evolução!

Quer ler mais dicas sobre Planejamento Estratégico?

Que tal começar por estes conteúdos?

Mas o melhor mesmo é ficar atento ao nosso blog e não perder nada! Acredite: você vai estar dominando o mundo do planejamento estratégico rapidinho.


O Scopi é o software que descomplica a criação e agiliza a execução do seu planejamento estratégico. Integra num só lugar canvas, swot, mapa estratégico, indicadores, metas, projetos e processos. Não deixe de conhecer. Acesse nosso site.

Compartilhe:

Redação Scopi
Redação Scopi
O Scopi está comprometido em fortalecer a cultura do Planejamento Estratégico em todo o Brasil. Quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
como alcançar o sucesso empresarial
Onde estou? Para onde quero ir? Como chegar lá? Três perguntas para descobrir como alcançar o sucesso empresarial
Mapa da empatia: quem é o seu cliente?