Artigos Destaque Introdutório

O papel do líder no planejamento estratégico

O líder é peça chave em qualquer organização, independentemente do segmento e do seu tamanho. Não há sucesso sem uma boa liderança. Haverá sempre um líder por trás ou na base de uma grande realização. No passado, os líderes, considerados chefes, eram autoritários, não compartilhavam suas ideias e, praticamente, não abriam espaços para seus subordinados opinarem e criarem.  O líder da atualidade compartilha seus desejos e objetivos com a equipe, que é estimulada a desenvolver um processo de construção conjunta e contínua.

Na construção do planejamento estratégico e no acompanhamento de sua execução a participação do líder é fundamental. Um bom software de planejamento estratégico e uma equipe com potencial de engajamento são importantes, mas nada substitui a atuação do líder. Desde a análise de cenários, até o processo de controle das metas e dos projetos, a presença ativa do líder se faz necessária. Se o líder não assumir o seu verdadeiro papel, ele passa a ser o problema e não a solução. Como consequência, o planejamento estratégico morre e o maior responsável será o líder, ou melhor, a ausência dele.

A seguir algumas atribuições do líder no planejamento estratégico:

Pensa: Líder que é líder não para de pensar. Pensa sobre o que quer, sobre seus potenciais e os potenciais de sua equipe, sobre o que está acontecendo e sobre o que está por vir.

Planeja: Para alcançar aquilo que deseja, antes de sair fazendo, o líder planeja, porque sabe que sem planejamento as chances de sucesso se reduzem e o retrabalho aumenta.

Coordena: Principalmente em organizações menores o próprio líder assume a coordenação do planejamento estratégico e da grande maioria dos projetos, realizando ele próprio algumas ações e delegando outras.

Acompanha: O sucesso do planejamento depende do monitoramento constante das metas e dos prazos das ações. Também para poder proceder com os ajustes sempre que necessários. O bom líder, com a visão do todo, faz isso muito bem!

Orienta: O bom líder não simplesmente reprime quando uma ação não é realizada no prazo ou é realizada sem a qualidade pretendida. Ao em vez disso, ele apresenta alternativas e orienta sobre o melhor caminho.

Incentiva: A equipe precisa ser constantemente motivada, principalmente, para vencer as contingências e os obstáculos que se apresentam. Uma palavra de confiança, um elogio, tem sua força.

Dá o exemplo: Talvez a atribuição mais importante. É difícil a equipe seguir um líder que manda, mas não faz. Diz que é preciso planejar, mas não planeja, diz que é preciso medir, mas não avalia.

Outro detalhe muito importante: o líder não faz gestão por obrigação, mas por satisfação. O prazer de liderar contamina positivamente a sua equipe.

Saiba mais sobre planejamento estratégico:
líder no planejamento


O Scopi é o software número 1 do planejamento estratégico no Brasil. Ele descomplica a criação e agiliza a execução do seu planejamento estratégico. Integra num só lugar canvas, swot, mapa estratégico, indicadores, metas, projetos e processos. Não deixe de conhecer. Acesse nosso site.

Compartilhe:

Redação Scopi
Redação Scopi
O Scopi está comprometido em fortalecer a cultura do Planejamento Estratégico em todo o Brasil. Quer publicar um conteúdo em nosso blog? Escreva para comunicacao@scopi.com.br e saiba como fazer um guest post em nosso blog.
Você também pode se interessar
Sobre a Geração Digital – Parte 1
Dicas para Monitorar o Desempenho da Equipe com o Scopi